Teste de Neutralização

março 31, 2021 by nucleodiagnostico
blog2.png

O que é:

O teste de neutralização SARS-COV-2/COVID-19, ANTICORPOS TOTAIS, é um exame sorológico capaz de detectar a presença, em amostra de sangue, de anticorpos neutralizantes contra o SARS-COV-2, por meio de ensaio imunoenzimático competitivo ou fluorescência.

O exame é útil para indicar capacidade de resposta imunológica do organismo contra o SARS-COV-2, pois detecta anticorpos de inibição viral, contribuindo para os casos de dúvidas sobre infecções prévias pelo SERS-COV-2.

Quando fazer?

O teste é indicado para pacientes sintomáticos na fase tardia, após o 20° dia do início dos sintomas. Para avaliação pós vacinação, ainda não há estudos suficientes definindo o prazo para a realização do exame na técnica de ensaio imunoenzimático competitivo. Na técnica de fluorescência 30 dias após a 1ª dose da vacina.

Indicação

Avaliar a imunidade humoral, que é a imunidade produzida pelos anticorpos, detectando os anticorpo que teriam a capacidade de neutralizar o vírus, ou seja, os anticorpos que potencialmente impediriam a ligação do vírus às células e consequentemente sua replicação dentro do corpo e por isso são chamados de anticorpos de inibição viral.

Amostra

Sangue(soro).

Diferenciais técnicos

  • Teste específico para pesquisa de anticorpos neutralizantes do vírus SARS-COV-2;
  • Alta sensibilidade: 98,7% em pacientes com > 14 dias do início dos sintomas;
  • Alta especificidade: 96,5%;
  • Utilização de kits aprovados pela U.S..

Mais Informações

  • Estabilidade de amostra biológica de até 48h refrigerado entre 2 e 8 C;
  • Máscara de laudo disponibilidade;
  • Não precisa de prescrição médica.

Importante

Este teste não é indicado para diagnosticar infecção ativa, portanto não serve como diagnóstico de doença, já que não detecta a presença do vírus.

Diferença entre SARS COV-2, ANTICORPOS TOTAIS e TESTE DE NEUTRALIZAÇÃO SARS-COV-2 / COVID19, ANTICORPOS TOTAIS:

A soroconversão de anticorpos é um marcador de exposição ao SARS-COV-2. No entanto, a maioria dos testes laboratoriais convencionais disponíveis nos laboratórios clínicos não consegue distinguir entre anticorpos neutralizantes e não neutralizantes, ou seja, as duas populações de anticorpos virais são detectadas neste teste. Além disso, os testes atuais são semiquantitativos ou qualitativos, com resultados interpretados como reagentes ou não reagentes. Dessa forma, não se correlacionam quantitativamente à produção de anticorpos, e por isso não seriam indicados para avaliação longitudinal da resposta imunológica.

A produção de anticorpos neutralizantes pode ocorrer após o contato com o vírus ou após vacinação.

A presença de anticorpos neutralizantes não deve ser interpretada como prova de imunidade protetora contra o SARS-COV-2.

Nenhuma decisão envolvendo medidas de proteção individual, distanciamento social, suspensão de isolamento ou retorno ao trabalho deve ser tomada com base no resultado destes exames.

O teste de fluorescência conseguirá detectar anticorpos neutralizantes e diferençar as variantes. (teste disponível em abril).

 

 

Artigo completo: TESTE DE NEUTRALIZAÇÃO